Artigos

 

5.09.2011

Menos juros: justificadíssimos motivos

Por Germano Rigotto


Alguns financistas reclamaram da diminuição da Selic, na última semana, em meio ponto percentual. Acharam ruim que o Brasil tenha baixado sua taxa de juros para 12% ao ano, enquanto nos Estados Unidos, na Europa e no Japão esse índice não passa de 1%. No entanto, basta olhar a realidade para constatar que são justificados [&hellip....


29.08.2011

Mais indústria e menos juro

Por Germano Rigotto


O plano Brasil Maior, anunciado no início de agosto pela presidente Dilma Rousseff, incorpora uma série de boas novidades ao cotidiano industrial brasileiro. O Executivo parece ter interiorizado a constatação sobre os obstáculos da indústria nacional. O programa alcança importantes mudanças em desoneração, financiamentos, inovação e defesa comercial. A redução de IPI sobre....


22.08.2011

A necessária redução dos juros

Por Germano Rigotto


A nova crise econômica global, que tem em seu epicentro o descontrole de gastos públicos e a desregulação do sistema financeiro dos Estados Unidos e da Europa, espalhará efeitos inevitáveis ao redor do globo – inclusive no Brasil. E os prognósticos de superação não apontam para o curto prazo, isso porque a inversão de qualquer [&hellip....


15.08.2011

Uma crise que descortina verdades

Por Germano Rigotto


Toda a crise financeira de alcance global, em que pese o turbilhão que provoca, tem relevante valor pedagógico. Esta que recentemente entrou em curso não é diferente. Ela derrubou o que, para muitos, ainda era um mito: a estabilidade econômica das nações desenvolvidas. E a idealização se quebrou especialmente no que concerne à responsabilidade fiscal. [&hellip....


8.08.2011

Problema lá, atenção – e ação – aqui

Por Germano Rigotto


Em termos de economia internacional, a melhor notícia da última semana foi a chegada da sexta-feira e seu consequente encerramento. A triste ironia se justifica diante de tantos problemas e dos péssimos indicativos que se sobrepuseram naqueles dias. A ameaça de recessão global derrubou as bolsas de valores do mundo todo, a começar pela Bovespa, [&hellip....


1.08.2011

Endividamento e cultura de poupança

Por Germano Rigotto


Diversos indicadores estão apontando que o endividamento do brasileiro alcançou um nível recorde. Trata-se de uma constatação que não pode figurar como pauta secundária no Brasil, principalmente quando se projeta nova crise internacional num horizonte não tão distante. Se tais condições se confirmarem, é provável que as consequências cheguem novamente ao país – uma vez....


11.07.2011

A perigosa tendência de desindustrialização

Por Germano Rigotto


Na última sexta-feira, dia 8, trabalhadores ligados às principais centrais sindicais do Brasil pararam a Via Anchieta (em São Paulo), uma das estradas de maior movimentação de todo o país. A manifestação procurou demonstrar os prejuízos causados pela importação desenfreada de produtos, especialmente da China. Alguns dados divulgados pelos organizadores ilustram essa....


4.07.2011

Crise grega: ainda há muito pela frente

Por Germano Rigotto


A última semana terminou com pelo menos duas sinalizações positivas para a economia mundial, especificamente no que diz respeito ao caso da Grécia. Na quarta e quinta-feira, em duas votações seguidas, o primeiro-ministro George Papandreou obteve maioria no Parlamento para implantar um plano de austeridade de cinco anos. Foi uma exigência da União Europeia e [&hellip....


27.06.2011

Para além do berço esplêndido

Por Germano Rigotto


A figura do berço remete a conforto e aconchego maternal. Também a certezas e comodidades. Se alguém “tem berço”, para o imaginário popular, é porque nasceu com mais chances de prosperar. Porém, e isso o povo também sabe, essa condição nem sempre garante uma vida adulta saudável e bem-sucedida. Que o diga a Parábola dos [&hellip....


20.06.2011

Ainda falta o dever de casa

Por Germano Rigotto


O vulcão da última crise financeira internacional continua em erupção. Engana-se quem pensa que suas labaredas acabaram. Tanto é assim que as cinzas permanecem chegando até nossos ares e tumultuando o cenário local. Não bastasse isso, preocupa ainda mais a constatação de que algumas das principais causas do recente turbilhão sequer foram sanadas. Nos últimos [&hellip....