Panorama

 

23.11.2011

Indicador aponta piora nas perspectivas para a economia da América Latina

 

Índice de Clima Econômico (ICE) da América Latina recuou de 5,6 para 4,4 pontos entre julho e outubro deste ano, de acordo com pesquisa da Fundação Getulio Vargas em parceria com o Instituto Ifo da Alemanha. De acordo com o estudo, oindicador ficou abaixo da média histórica, o que sinaliza a entrada da região na fase de “declínio” do ciclo econômico. Entre os países pesquisados, apenas oParaguai foi avaliado no limite entre boom e declínioArgentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Uruguai foram avaliados como em declínio, enquantoBolívia, México e Venezuela tiveram índice de clima que aponta recessão. A sondagem antecipa tendências econômicas, com base em informações prestadas por especialistas nas economias de seus respectivos países.